Campanha da Fraternidade - Um Instrumento de Reflexão

Padre Ivanildo Teixeira Vieira | Agosto 2019

Querido Povo de Deus

 

Com muita fé e esperança me aproximo de você por meio deste instrumento para uma reflexão sobre a Campanha da Fraternidade.


    Há 57 anos nossa Igreja no Brasil instituiu a CF, cujo objetivo é trabalhar o terceiro passo que Jesus colocou no Evangelho de Mateus no cap.  6, 1-18: Oração, Jejum e a Esmola. Esmola ou prática da caridade. Caridade = amor, quem precisa do nosso amor? O nosso próximo. Assim a nossa Igreja através da Campanha da Fraternidade nos propõe refletir uma questão social. Sempre nossa Igreja escolhe um tema ao qual esta, mas gritante no momento. Desde o ano 2000, já no século XXI, nossa Igreja instituiu a CF Ecumênica. A partir deste tempo de 5 em 5 anos outras igrejas foram convidadas a participar, desta Campanha. Este ano o tema é “Fraternidade: Dialogo Compromisso de Amor”, e o Lema é tirado da carta aos Efésios no 2,14. “Cristo é a nossa paz:  do que era dividido fez uma unidade.”


    Nunca uma Campanha foi tão combatida como esta. Há bispos, padres e leigos jogando contra a campanha. O que a gente percebe é que há grande ignorância de alguns e maldade de outros . 

 

    Uns não aceitam que a Campanha defenda o grupo LGBTI. Será que Jesus não defenderia? Ele fez a opção pelas minorias, todos os marginalizados e fragilizados recebiam uma atenção especial de Jesus, como Jesus era contra todo tipo de violência, acredito que ele defenderia sim. Devemos lembrar que por traz das nossas mazelas, dos nossos pecados, das nossas limitações existe um ser humano e como tal deve ser respeitado e protegido. O mesmo sangue que corre nas veias de um indivíduo corre nas veias do outro.  

     A dor, o sofrimento e a necessidade com algumas exceções são de todos. Outra questão alegada é que a Pastora Romi Benker da Igreja Luterana é a favor do aborto. Assim entendem que por causa disto ela não poderia participar. Por este fato nega a Campanha e a joga no lixo, ora convido você a uma reflexão, o seu filho esta correndo perigo de morte quem pode salva-lo é um assassino por este motivo seu filho não pode ser salvo por ele. Lamentavelmente vivemos na igreja uma grande hipocrisia. Sempre teve, mas hoje está pior. Com as redes sociais, ficou mais fácil e mais rápido a comunicação isto não cabe julgamento, informações do mal são divulgadas e as do bem também. Acontece que o mal faz grande estrago.


    Estão lançando inverdades sobre a CF, uma delas é que a coleta a ser feita no Domingo de Ramos é para financiar partido político com o objetivo de derrubar o presidente. Grande mentira, não acredite neste pessoal. Sempre esta coleta é dividida a maior parte fica na Arquidiocese 60% e os outros 40% para a CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil- o objetivo sempre foi financiar algum projeto social de acordo com o tema da Campanha.      E este ano não é diferente. Vamos procurar nos informar melhor para não embarcarmos em Fake News.


   Aproveitamos este retiro espiritual de 40 dias a fim de prepararmos para a grande Festa de nossa Igreja a Páscoa do Senhor.

Um abraço do amigo e irmão 
                           Pe. Ivanildo
                           Feliz Páscoa!